Patrimônio Cultural Imaterial de Alagoas

BORDADO FILÉ MARCA ALAGOANA

O instituto

Aprender a fazer fazendo
Todo trabalho artesanal reúne uma tradição de conhecimentos que são repassados por gerações. Esses conhecimentos são também aprimorados com o passar do tempo, acrescentando-se melhorias e inovações ao produto ou ao modo de produzi-lo. Trata-se de um ofício em que mãos e mentes laboriosas, debruçadas sobre uma mesma atividade feita à mão, geralmente sem uso de livros ou manuais técnicos, aprendem a fazer fazendo.

O objetivo do site é apresentar o passo a passo dessa atividade, seu modo de produção tal como desenvolvido na região das lagoas Mundaú e Manguaba, referência maior da atividade no estado de Alagoas.
MISSÃO
Proteger a tradição do Bordado Filé da Região das Lagoas Mundaú e Manguaba, garantindo produtos de qualidade, fortalecendo e promovendo esse ofício tradicional que foi registrado como Patrimônio Cultural Imaterial de Alagoas.
VISÃO
Promoção da atividade do bordado na região turística das Lagoas como patrimônio imaterial cultural de Alagoas;

Disseminação da arte do saber fazer como estratégia de divulgação turística;

Respeito e seriedade como organismo regulador do bordado e o que emitirá o Selo de Indicação de Procedência após deferimento do processo pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).
Desafio do insitituto do bordado filé
O desafio é manter a qualidade do bordado em alta, fazendo se destacar dentre os concorrentes de menor qualidade de insumos e de execução. Esses produtos assemelhados se misturam, muitas vezes, na oferta de produtos das feirinhas e pavilhões locais e pelo país afora, junto às peças do legítimo e tradicional filé da região das lagoas.

FOTO DA ESQUERDA:

Associadas do Instituto do Bordado Filé da
Região das Lagoas.